Conheça os Sintomas da Glicose Alta

Conheça os Sintomas da Glicose Alta

Por: Isabella Alves

Os Sintomas da Glicose Alta e seus riscos para a saúde.

A elevação dos níveis de glicose no sangue, também conhecida como hiperglicemia, é uma condição que pode afetar pessoas com diabetes ou mesmo indivíduos sem histórico da doença. Identificar os sintomas é crucial para buscar o tratamento adequado e evitar complicações.

Formulário PT-BR

Entre na nossa Lista VIP
Receba orações exclusivas para você.
ATENÇÃO: Vagas Limitadas

Sintomas de Glicose Elevada

  1. Sede excessiva (polidipsia): Uma das primeiras manifestações da hiperglicemia é a sede intensa e persistente. Isso acontece porque os rins tentam eliminar o excesso de glicose do sangue, resultando na excreção frequente de urina, o que leva à desidratação e à necessidade aumentada de líquidos.
  2. Micção frequente (poliúria): O aumento na produção de urina está relacionado à polidipsia. Nesse sentido, à medida que o corpo tenta eliminar o excesso pela urina, isso resulta em idas frequentes ao banheiro, especialmente durante a noite.
  3. Mau hálito: A respiração pode adquirir um odor frutado ou adocicado devido à presença de corpos cetônicos no hálito, que ocorre quando o corpo queima gordura em vez de glicose para obter energia.
  4. Visão turva: A alta concentração no sangue pode afetar os olhos, causando visão turva ou do mesmo modo embaçada temporária.
  5. Infecções frequentes: Pessoas com glicose elevada têm maior suscetibilidade a infecções, como infecções urinárias, devido à presença de açúcar na urina, criando um ambiente propício para o crescimento de bactérias.
  6. Perda de peso não intencional: Embora a hiperglicemia possa aumentar o apetite, muitas vezes as pessoas perdem peso de forma não intencional, porque as células não conseguem obter a glicose necessária para funcionar adequadamente.
  7. Sede excessiva (polidipsia): Uma das primeiras manifestações da hiperglicemia é a sede intensa e persistente. Isso acontece porque os rins tentam eliminar o excesso. Nesse sentido, está resultando na excreção frequente de urina, o que leva à desidratação e à necessidade aumentada de líquidos.
  8. Irritabilidade: As flutuações nos níveis de glicose podem causar alterações de humor, como irritabilidade e dificuldade de concentração.
  9. Fadiga persistente: A hiperglicemia pode causar uma sensação constante de cansaço e fraqueza. Ou seja o corpo não consegue utilizar eficazmente a glicose como fonte de energia.

Qual Exame Devo Fazer para Avaliar?

O exame de glicose em jejum (com valor de referência até 100 mg/dL) não é mais indicado para diagnosticar a hiperglicemia, pois é apenas um marcador de controle e não é suficiente por si só. Portanto, é necessário realizar exames complementares, como a hemoglobina glicada e a glicose pós-prandial.

No entanto, é importante lembrar a importância do jejum de 12 horas antes dos exames, pois a alimentação pode afetar os resultados e causar um falso positivo.

Possíveis Complicações da Glicose Elevada A hiperglicemia não deve ser ignorada, pois, se não tratada adequadamente, pode levar a complicações graves, como danos aos órgãos e vasos sanguíneos. Se você experimentar esses sintomas de forma recorrente, é fundamental procurar um profissional de saúde para avaliação e diagnóstico preciso.

O que Causa o Aumento da Glicose?

A manutenção dos níveis de glicose no sangue dentro da faixa adequada é essencial para a saúde a longo prazo. Quando a glicose alta não é controlada de forma eficaz, podem surgir diversas complicações graves. Aqui estão algumas das complicações mais comuns associadas à hiperglicemia não controlada:

  1. Danos aos vasos sanguíneos: Níveis elevados de glicose no sangue podem causar danos aos vasos sanguíneos. Desse modo, ela age aumentando o risco de aterosclerose (acúmulo de placas de gordura nas artérias). Nesse sentido, ela está levando a problemas circulatórios, como doenças cardíacas, acidente vascular cerebral (AVC) e doença vascular periférica.
  2. Danos aos nervos (neuropatia): A hiperglicemia crônica pode causar danos aos nervos, resultando em sintomas como formigamento, dormência, dor e fraqueza, especialmente nas extremidades. Isso pode afetar a qualidade de vida e a mobilidade.
  3. Problemas oculares (retinopatia): A alta glicose no sangue pode danificar os pequenos vasos sanguíneos nos olhos, levando a problemas de visão, incluindo retinopatia diabética, que pode levar à cegueira se não for tratada.
  4. Doenças renais (nefropatia): A função renal pode ser prejudicada pela hiperglicemia. Ou seja, levando a doenças renais crônicas que, em estágios avançados, podem requerer diálise ou transplante renal.
  5. Infecções recorrentes: A glicose elevada no sangue enfraquece o sistema imunológico, tornando o corpo mais suscetível a infecções, como infecções urinárias e de pele.
  6. Problemas de cicatrização: A hiperglicemia pode retardar o processo de cicatrização, o que é particularmente preocupante em feridas, úlceras ou após cirurgias.
  7. Problemas de fertilidade: Em homens, a glicose alta pode afetar a função erétil. Em mulheres, pode causar irregularidades menstruais e dificuldades para engravidar.
  8. Complicações psicológicas: A gestão constante da glicose alta pode causar estresse emocional, ansiedade e depressão, afetando o bem-estar geral.

Tratamento

O tratamento da glicose elevada requer a orientação de um médico. Se você já foi diagnosticado com diabetes, não é possível reverter o processo, mas é essencial controlar a situação por meio de dieta, exercícios, insulina ou medicamentos, conforme orientação médica.

Se você ainda não foi diagnosticado com diabetes, é possível melhorar a situação adotando um estilo de vida saudável. Ou seja, incluindo a prática regular de exercícios, uma alimentação equilibrada, evitando o consumo de açúcar e álcool, não fumando e aumentando a ingestão de fibras.

Alimentos para Controlar a Glicose

Para controlar a glicose, é recomendável incluir na dieta alimentos como leite desnatado, peixes, frango, azeite, amendoim, castanhas, feijão, arroz integral, alface, frutas frescas, queijo branco e outros alimentos saudáveis.

Espero que essas informações sobre a glicose tenham sido úteis. Não se esqueça de compartilhar essas informações com seus amigos e familiares.

Imersa entre teorias de filmes e as últimas inovações tecnológicas, Isabella é uma verdadeira aficionada pelo mundo geek. De heróis de quadrinhos a inovações disruptivas, ela busca se conectar com leitores que compartilham de suas paixões.
plugins premium WordPress